Carregando
Grupo Minasprev
Destaques
 

Mensagens de Apoio à Família Enlutada


-UMA PALAVRA DE CONFORTO

Quando o ser humano perde um ente querido, ele sofre.
A dor, o sofrimento, a tristeza, são alguns companheiros que
ficaram presentes após a perda de uma pessoa amada e querida,
e por muito e muito tempo ficarão conosco.

Mas o tempo cura a dor, a saudade vai chegando devagar, e somente
o que resta é a lembrança boa e agradável daquele jantar, natal,
páscoa, de uma viagem, ou mesmo das coisas comuns do cotidiano.
Enfim qualquer tipo de festa, ou momento de descontração e alegria,
que passamos juntos, será lembrado.

O consolo, está em confiarmos que um dia vamos nos reencontrar,
matar as saudades, rir, chorar de alegria, e ver que aquele
sofrimento passado era passado.

É bom lembrar de coisas boas, mas temos também que olhar para
nós e para as pessoas que ficaram conosco, e estão sofrendo.
Vamos fazer com que esta lição seja uma lição positiva para que
possamos levar a vida adiante, sem dor e sem ressentimentos e
saiba que tudo passa, e o tempo é o melhor amigo nestas horas.

Texto do Bispo auxiliar de Curitiba, Dom Sérgio Arthur Braschi

 

-MENSAGEM DE SANTO AGOSTINHO AS FAMÍLIAS ENLUTADAS

A morte não é nada.
Apenas passei ao outro mundo.
Eu sou eu. Tu és tu.
O que fomos um para o outro ainda o somos.

Dá-me o nome que sempre me deste.
Fala-me como sempre me falaste.
Não mudes o tom a um triste ou solene.
Continua rindo com aquilo que nos fazia rir juntos.
Reza, sorri, pensa em mim, reza comigo.
Que o meu nome se pronuncie em casa
como sempre se pronunciou.

Sem nenhuma ênfase, sem rosto de sombra.
A vida continua significando o que significou:
continua sendo o que era.

O cordão de união não se quebrou.
Porque eu estaria fora de teus pensamentos,
apenas porque estou fora de tua vista ?

Não estou longe,
Somente estou do outro lado do caminho.
Já verás, tudo está bem.
Redescobrirás o meu coração,
e nele redescobrirás a ternura mais pura.

Mensagem de Santo Agostinho